Um poeta do Nepal: Youdhisthir Maharjan

Youdhisthir Maharjan escreve um poema – o primeiro desta série – substituindo as letras por logotipos de empresas como Texaco, Hyundai, General Eletric, Pepsi e outras; deste modo, usa a tipologia de modo crítico, útil, e não apenas decorativo, como ocorre em 99% dos poemas visuais no Brasil. As palavras da peça dizem “I AM THE LORD / AND / THERE IS NO OTHER / APART FROM ME / THERE IS NO GOD” (Eu sou o Senhor / E / Não há outro / Além de mim /Não há nenhum Deus).  O capital acima de tudo e de todos. As palavras de “I’m the Lord” estão emitindo um juízo negativo sobre o capitalismo, ao incorporar seus elementos de identificação – marcas, entre outros fatores. Eis aqui um caso no qual o experimentalismo formal se une à crítica necessária do neoliberalismo. Youdhisthir Maharjan nasceu no Nepal. Vive, atualmente, em uma cidade de New Hampshire nos Estados Unidos. Faz seu trabalho com textos e livros reciclados (vindos do lixo e de sebos) e com ready-mades alterados em um processo de criação que busca, de um jeito muito forte, a materialidade dos vocábulos, visando à sua coisificação, à sua perda de abstração. Sibila

nepal01_800xnepal02_800xnepal03_800xnepal04_800xnepal05_800xnepal06_800xnepal07_800xnepal09_800x

nepal08_800x nepal10_800xnepal11_800x

Sobre Youdhisthir Maharjan

Nasceu no Nepal. Vive, atualmente, em uma cidade de New Hampshire nos Estados Unidos. Faz seu trabalho com textos e livros reciclados (vindos do lixo e de sebos) e com ready-mades alterados em um processo de criação que busca, de um jeito muito forte, a materialidade dos vocábulos, visando à sua coisificação, à sua perda de abstração.