O cosmopolistismo inovador do italiano Emilio Villa

Nascido em Affori em Milão, Emilio Villa (1916-2003) foi seminarista e, posteriormente, especialista em línguas antigas (traduziu algumas tabuletas mesopotâmicas na década de 1930). Naquele período começou a carreira de crítico de arte, sua principal atividade e, ao mesmo tempo (quase um paralelo constante), sua iniciou sua atividade de poeta.

Suas escolhas sempre foram voltadas para a vanguarda, a experimentação, as expressões de misturas e hibridações internacionais.