O Brasil e a língua portuguesa

A língua portuguesa deve ser compreendida como uma instância cultural de abertura ao outro, uma língua de promessa, de profecia, de hospitalidade àquele que em nós é absolutamente estranho e diferente mas que, na sua singular idiomaticidade, nos interpela como falantes e falados. Neste território da língua convivem idiomas e singularidades tão familiares e, ao mesmo tempo, estranhas entre si quanto são o português americano, o português indiano, o português da Europa ou o português da China.