Sobre Nair Benedicto

(São Paulo, 1940) Formada em Comunicações pela USP - Universidade de São Paulo, é sócia fundadora da Agência F4 e do Nafoto. Atualmente dirige a N Imagens, através da qual veicula seu acervo e trabalhos. Documentou a situação da mulher e da criança na América Latina pela UNICEF e UNIFEM. Tem fotos publicadas nas principais revistas nacionais e internacionais, assim como no acervo do MOMA - Museu de Arte Moderna de Nova York, no SMITHSONIAN de Washington, no MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo e no do Rio de Janeiro, e no Patrimônio Histórico da Cidade de São Paulo. Seu portfólio, da Collection Tiré à Part pela Chambre Noir de Paris, em 2007, foi o terceiro da coleção e o primeiro portfólio brasileiro a ser feito. A importância de sua produção fotográfica – já premiada por diversas vezes na área do jornalismo – foi também reconhecida com o Prêmio Trip Transformadores 2010. Foi a fotógrafa homenageada no Foto Fest POA 2012.

Novas fotos de Nair Benedicto

Para Nair, Amazônias, assim, no plural, é uma homenagem à documentação das localidades dessa vasta macrorregião do território brasileiro. “Fiz um trabalho comparativo com os índios Kaiapó, naquela época com quarenta anos de contato, e com os Araras, que fotografei havia um mês depois de conhecerem o homem branco.” Integram esse bloco ainda as séries dedicadas a Serra Pelada. “Nos anos 1980 o governo estimulava, inclusive, o desmatamento. Vi o nascimento de várias cidades”, declara. Desenredos, por sua vez, são as histórias que permanecem sem solução, nas grandes e pequenas cidades.