Sobre Nanni Balestrini

É um dos maiores autores europeus. Poeta, romancista e artista plástico, Nanni Balestrini nasceu em 1935, em Milão. Hoje, vive entre Roma e Paris. É um dos fundadores do Gruppo 63, que lançou os poetas Novíssimi no panorama italiano, no início dos anos 1960. Foi editor da Feltrinelli, uma das mais importantes casas editoriais da Itália. Publicou uma dúzia de livros de poesia, entre eles La aventure complete della signorina Richamond (Testo & Imago, 1999) e Sfinimondo (Bibliopolis, 2004). Igualmente, publicou uma dúzia de romances experimentais, entre eles Vogliamo tutto (Feltrinelli, 1971), Gli invisibili (Bompiani, 1987) I furiosi (Bompiani, 1994), sobre torcedores de futebol, e, o mais recente, Sandokan, storia di camorra (Einaudi, 2004). Como artista plástico expôs em inúmeras galerias da Europa. Neste âmbito, publicou a coletânea Paesaggi Verbale, com prefácios e textos de Umberto Eco, Achille Bonito Oliva e Paul Virilio (Galeria Mazzoli, Modena, 2002).

Sibila, lugares contemporâneos da poesia: Nanni Balestrini

NANNI BALESTRINI é um dos maiores autores europeus. Poeta, romancista e artista plástico, Nanni Balestrini nasceu em 1935, em Milão. Hoje, vive entre Roma e Paris. É um dos fundadores do Gruppo 63, que lançou os poetas Novíssimi no panorama italiano, no início dos anos 1960. Foi editor da Feltrinelli, uma das mais importantes casas editoriais da Itália. Publicou uma dúzia de livros de poesia, entre eles La aventure complete della signorina Richamond (Testo & Imago, 1999) e Sfinimondo (Bibliopolis, 2004). Igualmente, publicou uma dúzia de romances experimentais, entre eles Vogliamo tutto (Feltrinelli, 1971), Gli invisibili (Bompiani, 1987) I furiosi (Bompiani, 1994), sobre torcedores de futebol, e, o mais recente, Sandokan, storia di camorra (Einaudi, 2004). Como artista plástico expôs em inúmeras galerias da Europa. Neste âmbito, publicou a coletânea Paesaggi Verbale, com prefácios e textos de Umberto Eco, Achille Bonito Oliva e Paul Virilio (Galeria Mazzoli, Modena, 2002).

EMPTY CAGE

há tantas tantas coisas que podem andar juntas
estrutura e material podem estar ligados ou então opor-se
o que me interessa não é a regra mas o fato de que a regra mude
o mundo não é torna-se move-se muda
as velhas estruturas do poder e do proveito estão morrendo
um dos modos é o de rolar ao longo da escalada