Sobre Tiago Ferro

É pesquisador no Departamento de História da FFLCH-USP.

Quase uma sociologia da obra de arte

Analisar cientificamente obras de arte, encontrando suas condições sociais de produção, ao contrário do que afirmam os detratores de tal tipo de análise, longe de reduzir ou destruir tais obras, intensificaria a experiência literária, segundo o sociólogo francês Pierre Bourdieu em As regras da artegênese e estrutura do campo literário:1 “construir sistemas de relações inteligíveis capazes de explicar os dados sensíveis”, eis o objetivo da compreensão racional de tais objetos. Em outros termos, encontrar a fórmula formadora, o princípio gerador, a razão de ser das obras artísticas, forneceria a melhor justificação à experiência artística e ao prazer que a acompanha.