Por caminhos nunca desbravados

Por caminhos nunca desbravados, Por dentro da mata nas margens dos lagos, Tendo escapado da vida exibicionista, De todos os critérios já publicados, dos prazeres, dos lucros, das      conformidades, De tudo o que por um longo tempo eu oferecia à alma para alimentá-la, Agora patentes para mim critérios inéditos, patente para mim que a minha […]