Em memória de Raoul Sentenat

Rato de biblioteca, musicólogo, tinha centenas de LPs, cassetes e CDs nas paredes das três quartos. Salsólogo como Johny Pacheco e Fania All Stars , e bebedor de chá de coca por minha culpa. Fotógrafo excelente das ruas, homem de TV, teatro e cinema. Conseguimos publicar duas revistas literárias em Nova York: Avenue B e Vavel.