Asa: piano music by composers of African descent

William Chapman Nyaho; MSR Classics

Em língua Fanti, “Asa” é o substantivo que designa “dança”. Nesse disco, William Nyaho, pianista sul-africano de formação erudita, interpreta uma seleção de peças raras, algumas originais e até obtidas em manuscrito, de onze compositores de descendência africana. As peças interpretadas foram compostas ao longo de todo o século 20. Vale destacar os seis Estudos em rítmica africana do contemporâneo, nascido na Nigéria, Fred Onovwerosuoke. Além desses estudos, os Três prelúdios de Wallace Cheatham e a Toccata de Coleridge-Taylor Perkinson, ambos norte-americanos, constituem a ala mais formalmente experimental do conjunto. O disco traz também peças que remetem ao universo da música popular e de cabaré de países de base cultural crioula e de países da América Latina, como as Sept Pièces Créoles, de Alain-Pierre Pradel (Guadalupe), e Prelúdio Cubano, de Amadeo Roldán y Gardes (Cuba). A elas se juntam, ainda, peças que trazem ao universo da escrita pianística elementos da música tradicional africana, como Kpanlogo, de Robert Kwami (Gana). De modo geral, o disco − por sinal, muito bem executado − oferece um interessante panorama da música erudita contemporânea produzida por compositores enraizados nas diversas culturas africanas.