El kapo da Casa das Rosas

Alo Régis! Muito feo y pobre et pelotudito el poema del kapo de Casa das Rosas que non acepta criticas.Te mando um abrazo desde el kulo del mundo y aprovecho para dizer que te queremos muito tanto al poeta selvagem civilizadissimo quanto ao editor de Sibilia e ao critico anticonformista, que nunca fica em cima del muro. Douglas Diegues