Manejo de verbas públicas

Caro Régis, como já alertou Drummond esse “é o tempo do Partido, tempo dos homens partidos”.  Assistimos desvarios jamais imaginados. É inaceitável o inescrupuloso subpoema do subpoeta Sr. Barbosa, claramente dirigido a você, com subterfígios infantis para se “esconder” sob a máscara da “ficção”, da “vida imita arte” e fugir das responsabilidades, fuga vã. O Sr Barbosa maneja verbas públicas, cargos etc. Suas atitudes, infelizmente, são  comuns em agentes do Estado que necessitam, cada vez mais, do uso da violência para se manter no poder, já que não tem sustentação social, cultural e muito menos intelectual. Vide o caso Pinheirinho. Resista, não desista. Angu Kontrakultura