Uso de questões pessoais esvazia debate cultural

Não concordo com a crítica do Dolhnikoff na Sibila feita à Casa das Rosas, creio que é possível ser um pouco mais ponderado. Há, entretanto, aspectos negativos na Casa das Rosas. Mas há também positivos, como a excelente organização da Biblioteca Haroldo de Campos. Nunca fui de contemporizar nada. Outra coisa é a forma como você foi atacado pelo Barbosa, no poemeto.  Lamento enormemente e me solidarizo com você. Repudio o uso de questões pessoais no debate público, isso só alimenta mais ainda os argumentos daqueles que chamam a atenção para a falta de um debate verdadeiramente cultural entre nós. Abraço do Ronald Polito