Homengem de Sibila a Amin Nordine

Discurso do vagabundo desgraçado

Rabujentas bocas de falar sem medida
Há muito que Deus sumiu por estas bandas
Ele agora não passa de um céu limpo
Sem lua, sem estrela
Ele agora não passa de um moribundo.