Jessica Pujol Duran: 2 poemas

Lurching with castanets

castanets cover the silence
deaf-making trumpets she is
wordless when she enters this
flow only her broken voice steps
in the turmoil where she can’t
bend her knees to move as it
sounds or do it as it feels but
unpredictably lurch along
the room freeing herself
from the crux of life that burns
her wallpaper yellow flower image
of a dandelion this pyre
burns chestnut wood for any
old metáforas that fall on the girl
hands that capriciously ply their rhythm
even as her feet become tired.

Guinando com castanholas

castanholas cobrem o silêncio
trompete de fazer surdos ela está
sem palavras ao entrar nesta
corrente só sua voz partida pisa
no turbilhão onde ela não pode
dobrar joelhos para se mexer como
soa ou fazer como sente mas
imprevisível ela guina pelo
salão se libertando
do ápice da vida que queima
o papel de parede amarelo flor imagem
de um dente-de-leão esta pira
queima lenha de castanha para qualquer
velha metáfora que cai nas mãos da
moça caprichosa exercendo o ritmo
mesmo que os pés se cansem.

*  *  *

Arrangement in Green

have you eaten son I can pass
the orange and the nuts
for you the sky is grey and black the air
still in the room a baby cries
and is a prayer remembered there
is a church I squeeze and orange and
crack a nut are you waking up
did you hear how the bell rang
faith grows in lamentation but
who cares now the green grows

Arranjo em Verde

já comeu filho posso passar
a laranja e as nozes
para você o céu é cinza e negro o ar
ainda no quarto um bebê chora
e é uma prece lembrada ali
é uma igreja eu aperto a laranja e
quebro uma noz está acordando
ouviu como tocou o sino
a fé cresce em lamentação mas
quem liga agora que germina o verde

Tradução: Virna Teixeira

Sobre Jessica Pujol Duran

Vive entre London, Izmir e Mataró. Foi "Poeta residente" na Universidade de Surrey em 2014, e está terminando um doutorado na University College London. É editora da revista de tradução Alba Londres. Seus poemas foram publicados em várias revistas inglesas e participou de antologias na Inglaterra e Catalunha. Publicou duas plaquetes de poesia: Now Worry (Department, 2012) e Every Bit of Light (Oystercatcher Press, 2012).