25 anos do massacre na praça da Paz Celestial, Beijing

Declaração

Para Yu Luoke

Talvez seja o momento final
mas não deixei nenhum testamento à minha mãe
senão uma caneta.
Não sou nada herói
numa época isenta de heróis
só quero ser um homem.

O horizonte tranquilo
divide as fileiras dos vivos e dos mortos.
Prefiro optar pelo céu
a me ajoelhar no chão
para não aumentar a altura dos executores
que vão bloquear o vento de liberdade.

Dos buracos de bala, parecidos com estrelas,
verterá a aurora cor de sangue.

 

《宣告》

献给遇罗克

也许最后的时刻到了
我没有留下遗嘱
只留下笔,给我的母亲
我并不是英雄
在没有英雄的年代里
我只想做一个人

宁静的地平线
分开了生者和死者的行列
我只能选择天空
决不跪在地上
以显出刽子手们的高大
好阻挡自由的风

从星星的弹空里
将流出血红的黎明

 

Praça da Paz Celestial, 1989

Praça da Paz Celestial, 1989

Tradução: Yao Feng e Régis Bonvicino