Wilmar Silva: Quatro poemas

caracter

art now now art pop art art pop
art rap rap art art rap rap art
pop art art pop art now now art

all type type all
tipo bio bio tipo type all
all type bio tipo tipo bio
all type type all

my art ar art mar art
g art i art gi art
n art na art nal art

i no no i you no no
you no you you no you
no no you i no no i

nal art na art n art
gi art i art g art
mar art ar art my art

all type type all
bio tipo tipo bio type all
all type tipo bio bio tipo
all type type all

art now now art pop art art pop
art rap rap art art rap rap art
pop art art pop art now now art

natimorto

estou morto e eu sei que
estou morto

estou morto e a minha mãe
não sabe que estou morto

estou morto e o meu irmão
e as minhas irmãs não sabem
que estou morto

estou morto e a minha mulher
não sabe que estou morto

estou morto e as minhas filhas
não sabem que estou morto

estou morto e o meu pai morto
sabe que eu estou morto

estou morto incendiado em vida

O miserável

A todos eu pudesse escrever os poemas
Como se escreve Tijolos Paredes Fogo Camas
Tecidos Os corpos que vivem As casas
Onde os corpos andam e param como fossem
A mesa O campo de arremessos As bocas
Que falam As palavras mais quentes e Também
As mais frias A todos eu pudesse escrever
Os poemas invioláveis a estranhos mundos
Mesmo que fosse a você A miserável Eu
Pudesse escrever os poemas A palavra casa
Que fosse mais que casa pernas andando lá
Dentro Rudes como As pedras líquidas
Que evaporam A todos eu pudesse escrever
Os poemas e depois me abandonar

sudário

çim jeuss csrito ivev edntro de mmi
eel drome em mniha csaa em mniha cmaa
eu eo ajno de lux msorto os ohlos de lúzifer
e jeuss bieja mniha bcoa os libáos cehios de erestlas
eu o ajno de luaz vvio de parzser vvio e fmoe

fmoe e sdee de sxeo jeuss um

jeuss de ohlos mohlados
ohlando osm e usohlos mohlados
eu o ajno de luz com a sdee do mnudo
a sdee em mniha línuga

o
ajno de luz teprdao na curz
o sbulime o ajno ridevvio de lu

z
abra