Um pintor no samba

A Mangueira, para mim, é como se existisse há 2 mil anos: como expressão, o seu samba possui algo de arcaico, como se nascesse da terra; não me impressiona tanto a “tradição”, mas o arcaísmo que contém a sua expressão. Na sua maneira de ser há algo que nos leva às origens das coisas.

CONTO

Este texto (classificado/intitulado por Hélio Oiticica de “conto”) foi escrito em Brighton, Inglaterra, no período em que se encontrava como artista residente na Sussex University.